Patologias de Inverno

Constipação vs Gripe

A constipação é uma infeção de origem viral, provocada por Rinovirus.

Durante a fase de invasão viral, há um aumento da secreção glandular, levando ao aparecimento da rinorreia, um aumento da permeabilidade capilar, causando congestão nasal e, ainda, uma maior estimulação das vias respiratórias, o que faz com que a mucosa nasal fique irritada. Outros dos sintomas característicos de uma constipação são: tremores, dor de garganta, afonia, diminuição do olfato e paladar, dores de cabeça e musculares, febre e espirros.

É uma infeção contagiosa, uma vez que se transmite através das secreções contaminadas (espirros e tosse) e pelas mãos, sendo esta a principal via de transmissão. Como forma de prevenir a transmissão do Rinovirus é possível tomar algumas medidas, tais como: uso de lenços de papel de utilização única, correta lavagem das mãos, não partilha de objetos pessoais e passa também por evitar o contacto físico com pessoas doentes.

O seu farmacêutico poderá recomendar, além de repouso, ingestão de líquidos, banhos de água tépida, a utilização de antipiréticos, analgésicos ou anti-inflamatórios (no caso de ter dores, ou febre), antitússicos ou expetorantes (se tiver a presença de tosse), anti-histamínicos (para controlar rinorreia, espirros e olhos irritados) e descongestionantes nasais (para tratamento da congestão nasal).

A gripe também é uma infeção de origem viral, contudo, provocada pelo vírus Influenza. Os sintomas são em tudo semelhantes aos da constipação, porém mais intensos. A principal diferença na prevenção da constipação e da gripe, é que na gripe pode recorrer à vacinação. Todos os indivíduos com idade igual, ou superior a 65 anos devem ser vacinados, assim como grávidas, diabéticos, e adultos e crianças com mais de 6 meses, portadores de doenças crónicas pulmonares, cardíacas, renais ou hepáticas. Para os grupos de risco acima mencionados a vacina contra a gripe é completamente gratuita.

O papel do farmacêutico passa, essencialmente, pelo aconselhamento de antigripais, para tratamento dos sintomas, sem nunca esquecer a importância de repousar, tomar banhos de água tépida e ainda a ingestão de líquidos, tal como na constipação.